segunda-feira, 23 de novembro de 2009

BAIA DE GUANABARA

Ainda tem muito peixe na Baía de Guanabara. Grandes garoupas e badejos, capazes de encher de orgulho qualquer pescador esportista, estão escondidos nas tocas onde vivem, por entre as pedras que margeiam alguns trechos da baía. Mas para pesca-los, além de conhecer a região, é preciso uma certa técnica e destreza, já que a coisa não é muito fácil. As zonas de enrocamento em áreas com acesso restrito, em geral, são ótimos pesqueiros, pois são menos perturbadas e, com isso, mais preservadas. A região das pedras que margeiam a Escola Naval, na Ilha de Villegagnon, e toda a região próxima ao aeroporto Santos Dumont, juntos ao centro de Rio de Janeiro, são exemplos de bons pesqueiros desse tipo, ambas de acesso restrito. O acesso à área do aeroporto é complicado. É preciso conhecer os macetes. Na Escola Naval, é permitida a pesca desde que com autorização da própria instituição.
A principal modalidade das pescarias feitas no local, assim como em locais semelhantes, é a de "espera", utilizando linhas de diâmetros 1,20mm e grandes anzóis, tamanho 10/0. Isso não é demais, já que lá são comuns as garoupas com mais de 6kg. As boas tocas já são, mais ou menos, conhecidas pelos pescadores mais assíduos. Em muitas delas, é preciso utilizar uma vara comprida como guia para levar a isca até o fundo, onde o peixe deve estar. Esta mesma vara serve de auxílio para desentocar algum peixe maior que teime em não querer vir à tona. Mas, como o ideal é não perder tempo, enquanto a garoupa, ou o badejo, não morde a isca, os pescadores arremessam iscas artificiais, principalmente camarões de silicone, na tentativa de capturar alguns robalos, ou outro peixe bom. Quando o dia apresenta condições favoráveis (pressão, maré, etc.) as pescarias de robalo também podem ser bastante produtivas. Badejos e garoupas também são comumente capturados nas iscas artificiais, entretanto, se o pescador não conhecer a região, vai perder muito material. Há muitas pedras e enroscos por ali. Existe um acalorado grupo de amigos pescadores que conhece como ninguém os melhores pontos de pesca e as artimanhas para capturar esses peixes na região. São companheiros de longas datas e de muitas pescarias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário